Foco e Escopo

A Revista GeoPantanal tem a missão de publicar artigos cientí­ficos relacionados às áreas de Geografia e afins, que contribuam com o desenvolvimento do conhecimento teórico e metodológico destes campos de saber. O foco principal está relacionado a temas como fronteira, Pantanal e estudos que tenham fundo geográfico, valorizando o caráter interdisciplinar. A revista é uma publicação semestral, composta pelas seções de artigos, resenhas e entrevistas especiais.

Processo de Avaliação pelos Pares

A Revista GeoPantanal possui um Conselho Editorial composto por doutores, que exercem a função de avaliar e garantir a qualidade da publicação, emitindo pareceres sobre as matérias da revista. Os trabalhos submetidos são apreciados por dois avaliadores, com a omissão da identificação do autor. Caso haja pareceres divergentes, o editor encaminhará o trabalho para um terceiro avaliador. Os pareceres são analisados e acatados pelo Conselho de Redação.

Periodicidade

A Revista GeoPantanal é uma publicação semestral.

Política de Acesso Livre

Esta revista oferece acesso livre imediato ao seu conteúdo, seguindo o princípio de que disponibilizar gratuitamente o conhecimento científico ao público proporciona maior democratização mundial do conhecimento.

Histórico do periódico

A Revista GEOPANTANAL foi editada em seus primeiros números (1 a 6) pela Associação dos Geógrafos Brasileiros, seção Corumbá. O número 1 foi publicado no primeiro semestre de 1997, tendo como responsáveis os professores Edvaldo César Moretti e João Edimilson Fabrini que estavam na Universidade Federal do Mato Grosso do Sul, em Corumbá. Essa primeira publicação já apontava para a Revista ser um espaço de divulgação das reflexões realizadas por geógrafos e pesquisadores de outras áreas que contribuíssem com o debate acerca de temas ligados à Geografia e ao Pantanal. O primeiro número contou com cinco artigos, impressos em formato A-5, com 51 páginas que formaram as características marcantes da Revista nessa sua primeira fase.

Até o primeiro semestre de 1999 a Revista foi publicada de maneira ininterrupta, sempre atrelada ao curso de Geografia da UFMS, câmpus do Pantanal. Naquele mesmo ano a Revista recebeu o ISSN (International Standard Serials Number) 1517-4999, sendo reconhecida como uma publicação seriada (periódico) e identificada segundo padrões internacionais.

No segundo semestre de 1999 foi facilitada a mobilidade de professores para escolher o Câmpus da UFMS que desejasse atuar. Como naqueles tempos o acesso à cidade de Corumbá era muito difícil (precariedade das estradas e demora na travessia do rio Paraguai, através de balsas, dentre outros fatores), muitos pesquisadores ligados ao curso de Geografia foram transferidos para outras cidades. Assim, já que o curso de Geografia e a AGB seção Corumbá andavam juntas, esse evento repercutiu na periodicidade da Revista, deixando de ser publicada naquele semestre.

No segundo semestre do ano 2000, apesar da presença de poucos professores efetivos no curso de Geografia do câmpus do Pantanal, a revista teve publicado seu número 6 que apontava para continuidade da discussão de temas regionais e para o apoio cultural na sua publicação. Figurava entre os parceiros a iniciativa privada (comércio local), órgãos governamentais e ONGs. Contudo foi o último número publicado dessa primeira fase da Revista.

A partir do segundo semestre de 2008 a Revista GEOPANTANAL, começou uma nova fase, mantendo a numeração e indexação anteriores, mas apresentando mudanças face ao novo contexto mundial.

A revista continuou semestral e assumiu parceria com o Grupo de Pesquisa Pantanal Vivo, junto ao Mestrado em Estudos Fronteiriços da Universidade Federal do Mato Grosso do Sul, Câmpus do Pantanal e passou a ser publicada pela Editora da UFMS. Assumiu definitivamente a escala regional, entendendo a fronteira com a Bolívia e o Paraguai como parte desta “região pantaneira”.

A GEOPANTANAL passou a adotar, além dessa, a grafia “GeoPantanal” como forma de reforçar seu principal foco que continua sendo os estudos com interesse para a Geografia e ênfase no Pantanal. São admitidas e estimadas as variadas contribuições científicas que abordem temáticas ligadas à Geografia e aos estudos sobre o Pantanal, de forma genérica ou específica.

Em 2012, a Revista assumiu-se, definitivamente como sendo de responsabilidade do Programa de Pós-Graduação em Estudos Fronteiriços e do curso de graduação em Geografia do Câmpus do Pantanal da UFMS. A partir de então, admite artigos de todas as partes do globo, desde que estejam condizentes com a proposta da Revista. São admitidas publicações nas línguas portuguesa, espanhola, inglesa, francesa e italiana.

A partir de 2013 a Revista GeoPantanal passa a ter seus números publicados eletronicamente. Mantém sua política de números livres, mas acena fortemente para a produção de números temáticos, no contexto da sua periodicidade semestral.