Contribuições e perspectivas do PIBID para a formação docente

  • Silvia Helena Marrafon universidade federal do tocantins
  • Lina Maria Gonçalves
Palavras-chave: Licenciaturas, Formação Inicial, Teoria e Prática.

Resumo

O presente trabalho trata das contribuições do Programa Institucional de Bolsa de Iniciação à Docência - PIBID para os licenciandos da Universidade de Gurupi-UnirG, Gurupi- TO. Com o objetivo avaliar os efeitos do referido programa na UnirG, com foco nos relatórios do ano de 2017, utilizou-se da análise documental numa pesquisa de abordagem quali-quantitativa. Além da análise de conteúdo dos relatórios produzidos pelos coordenadores, supervisores e estudantes bolsistas, a presente pesquisa embasou-se em material bibliográfico na perspectiva de dialogar com teorias sobre Políticas Públicas; Políticas Públicas Educacionais e Formação de Professores. Nesse sentido, buscou-se por meio dos resultados, verificar se os objetivos propostos pelo PIBID têm de fato sido alcançados na UnirG. Os resultados obtidos, a partir das categorias “O PIBID e a construção de saberes nos aspectos formativos e na prática docente”; “O PIBID e a relação entre teoria e prática”; “Reconhecimento do contexto escolar” foram a qualificação para o mercado de trabalho e o reconhecimento do programa para formação contínua de professores. Destacaram-se também a valorização da profissão docente com a motivação dos licenciandos; O PIBID como programa de captação de discentes nos cursos de licenciatura; e o PIBID como intermediador entre Universidade e Escola. Além disso, os licenciandos bolsistas foram apresentados com mais experiência prática escolar que os licenciandos não bolsistas. Quanto às escolas, o PIBID tem contribuído para a aprendizagem dos alunos, e ainda, tem sido um programa de formação continuada para os professores regentes.

Biografia do Autor

Silvia Helena Marrafon, universidade federal do tocantins
Possui graduação em Letras pela Fundação UNIRG (2003) e especialização em Metodologia do Ensino de Língua Portuguesa e Literaturas pelo IBEPEX de Curutiba-PR (2005); mestre em Politicas Públicas pela UFT (2019). Atua como docente no Curso de Letras rsidade de Gurupi - UnirG. Tem experiência na área de Linguagem.
Lina Maria Gonçalves
Doutora em Educação pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC/SP). Professora no Programa de pós-graduação em Gestão de Políticas pela Universidade Federal do Tocantins (UFT).

Referências

ACHURÊ, Laudiléia Soares Barbosa.; MAGALHÃES, Hilda Gomes Dutra. A oralidade e os desafios no estudo da Língua Materna no PIBID. In: HAUPT, C.et al. Reflexão, prática e colaboração na formação de professores. Goiânia: PUC Goiás, p. 159-165. 2011.

ANASTASIOU, Léa das Graças Camargo. Formação de Professores e os Cursos de Licenciaturas. Espaço Plural; Ano XIII: Nº 26. p. 13-29; 2012.

BRASIL, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior - CAPES. Um estudo avaliativo do Programa Institucional de Bolsa de Iniciação à Docência (Pibid). Capes/FCC. Disponível em <http://www.capes.gov.br/images/stories/download/bolsas/24112014-pibid-arquivoAnexado.pdf > Acesso em 23 de Jun. de 2016.

BRASIL, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior - CAPES. PIBID - Programa Institucional de Bolsa de Iniciação à Docência <http://www.capes.gov.br/educacao-basica/capesPIBID/PIBID> Acesso em 23 de Jun. de 2016.

BRASIL, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior - CAPES. Editais e Seleções - 2012. Disponível em < http://www.capes.gov.br/educacao-basica/capespibid/editais-e-selecoes> Acesso em 20 Jul 2018.

BRASIL, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior - CAPES. Editais e Seleções - 2013. Disponível em < http://www.capes.gov.br/educacao-basica/capespibid/editais-e-selecoes> Acesso em 20 Jul 2018.

BRASIL, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior - CAPES. Editais e Seleções - 2014. Disponível em < http://www.capes.gov.br/educacao-basica/capespibid/editais-e-selecoes> Acesso em 20 Jul 2018.

BRASIL, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior - CAPES. Editais e Seleções - 2015. Disponível em < http://www.capes.gov.br/educacao-basica/capespibid/editais-e-selecoes> Acesso em 20 Jul 2018.

BRASIL, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior - CAPES. Editais e Seleções - 2016. Disponível em < http://www.capes.gov.br/educacao-basica/capespibid/editais-e-selecoes> Acesso em 20 Jul 2018.

BRASIL, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior - CAPES. Editais e Seleções - 2018. Disponível em < http://www.capes.gov.br/educacao-basica/capespibid/editais-e-selecoes> Acesso em 20 Jul 2018.

BRASIL, Diretrizes curriculares Nacionais para a Educação Básica, sob a resolução de nº 2, de 1º de julho de 2015. Brasília: MEC, 2015.

ESTEVAM, Dimas de Oliveira. A contínua descontinuidade administrativa e de políticas públicas. In. II Seminário das Ciências Sociais Aplicadas Área 11 – Estado e Políticas Públicas. Santa Catarina. 2010.

GATTI, Bernadete Angelina. et al. Um estudo avaliativo do Programa Institucional de Bolsa de Iniciação à Docência (PIBID). São Paulo: FCC/SEP, v. 41, p. 3-120, 2014.

GONZATTI, Sônia Elisa Marchi Contribuições do PIBID para a formação inicial de professores: a terceira margem do rio. 2015.

GUIMARÃES, Valter Soares. Formação de professores: saberes, identidade e profissão. Belo Hrizonte: Papirus, 2004.

GURUPI, CENTRO UNIVERSITÁRIO UNIRG. Plano de Desenvolvimento Institucional, 2018.

IMBERNÓN, Francisco. Formação Docente e Profissional: formar-se para a mudança e a incerteza. São Paulo: Cortez, 2004.

MARTELET, Michele. O Programa de Bolsa de Iniciação à Docência (PIBID) e a Qualidade para a Formação Continuada de Professores. Porto Alegre, 2015. 157f. (Dissertação) Mestrado em Educação. Rio Grande do Sul: PUCRS, 2015.

MENDES, Marcele Pereira; RODRIGUES, Jean Carlos. A inclusão do tema Pluralidade Cultural nas Aulas de Geografia. In: HAUPT, C.et al. Reflexão, prática e colaboração na formação de professores. Goiânia: PUC Goiás, p. 159-165. 2011.

NOFFS, Neide de Aquino; RODRIGUES, Regina Célia Cola. A Formação Docente: PIBID E O Estágio Curricular Supervisionado. Revista e-Curriculum, São Paulo, v.14, n.01, p. 357 – 374 jan./mar.2016.

NÓVOA, António. Formação de professores e trabalho pedagógico. Lisboa: Educa, 2002.

NÓVOA, António. Professores: imagens do futuro presente. Lisboa: Educa, 2009.

NÓVOA, António. Novas disposições dos professores: A escola como lugar da formação, 2014. Disponível em: <https://repositorio.ul.pt/bitstream/10451/685/1/21205_ce.pdf> . Acesso em: 17 Fev. 2018.

PIMENTA, Selma Garrido.; LIMA, Maria Socorro Lucema. Estágio e docência. 6 ed. São Paulo, Cortez., 2011

PUPIM, Wagner Barbosa.; PEREIRA, José Marcos; COSTA, Dailson Evangelista; MARIN, Douglas. Jogos, mais que uma brincadeira, uma estratégia de ensino. In: HAUPT, C.et al. Reflexão, prática e colaboração na formação de professores. Goiânia: PUC Goiás, p. 159-165. 2011.

SEVERINO, A. J. Metodologia do trabalho científico. 23. ed. rev. e atual. São Paulo: Cortez, 2007.

SOUZA, Roger Marchesine de Quadros. O Programa institucional de bolsas de iniciação à docência numa universidade da grande São Paulo: depoimentos, contradições e reflexões preliminares. Maringá, v. 36, n. 2, p. 309-316, July-Dec, 2014.

Publicado
2019-06-30
Seção
Artigos