A DIVISÃO DO ESTADO DE MATO GROSSO NAS PÁGINAS DA FOLHA DE S. PAULO

Edvaldo Correa Sotana, Línive de Albuquerque Correa

Resumo


O presente artigo tem por objetivo central levantar o material jornalístico sobre a divisão do estado de Mato Grosso veiculado nas páginas do jornal Folha de S. Paulo entre 1965 e 1977. Para a realização da pesquisa, consultamos o acervo do periódico disponível na internet. Além disso, com apoio da bibliografia, procuramos pensar a história e a relação do grupo Folha com a ditadura militar brasileira. Com base em pesquisas acadêmicas, também abordamos o surgimento de um ideal separatista no sul de Mato Grosso, a trajetória do movimento favorável à divisão do estado e a decisão tomada pelo general Ernesto Geisel, em 1977, de criar o Mato Grosso do Sul.

 

Palavras-chave: Imprensa, Folha de S. Paulo, Divisão do Estado de Mato Grosso, Política.


Texto completo:

PDF

Referências


BITTAR, Marisa. Mato Grosso do Sul, a construção de um estado: regionalismo e divisionismo no sul de Mato Grosso. Vol. 1. Campo Grande, MS: Ed. UFMS, 2009.

BITTAR, Marisa. Mato Grosso do Sul, a construção de um estado: poder político e elites dirigentes sul-mato-grossenses. Vol. 2. Campo Grande, MS: Editora UFMS, 2009.

BOURDIEU, Pierre. O poder simbólico. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2000.

BRASIL. Assessoria de Relações Públicas da Presidência da República. A divisão de Mato Grosso. BRASÍLIA – DF, 1977. Disponível em: . Acesso em: 04 out. 2013.

BUSETTO, Aureo. A mídia brasileira como objeto da história política. In.: SEBRIAN, Raphael N. Nicoletti; PIRES, Ariel José; GANDRA, Edgar Ávila, FRANCO NETO, Fernando. (Orgs). Dimensões da política na historiografia. Campinas: Pontes Editora, 2008.

CAPELATO, Maria Helena Rolim; PRADO, Maria Lígia. O Bravo matutino: imprensa e ideologia: o jornal O Estado de São Paulo. São Paulo: Alfa-Ômega, 1980.

CHARTIER, Roger. A história cultural:entre práticas e representações. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 1990.

FERNANDES, Mário Luiz; ANDRADE, Danusa Santana. O jornal Correio do Estado, de Campo Grande, no processo de divisão de Mato Grosso do Sul.In: Anais do 9º Encontro Nacional de História da Mídia. UFOP: Ouro Preto, 2013.

KUSHNIR, Beatriz. Cães de guarda: jornalistas e censores, do AI-5 à Constituição de 1988. 429 fls. Tese (Doutorado em História) – Instituto de Filosofia e Ciências Humanas, Universidade Estadual de Campinas. Campinas-SP, 2001.

LUCA, Tânia Regina de. Fontes impressas: história dos, nos e por meio dos periódicos. In: PINSKY, Carla B. (org.). Fontes históricas. São Paulo: Contexto, 2005.

MOTA, Carlos Guilherme; CAPELATO, Maria Helena. História da Folha de S. Paulo: 1921-1981. São Paulo: Impres, 1981

MOTTA, Rodrigo Patto Sá. A ditadura nas representações verbais e visuais da grande imprensa: 1964-1969.Topoi, v.14, n.26, jan./jul. 2013. Disponível em: . Acesso em: 17 out. 2013.

PIRES, Elaine Muniz. Imprensa, ditadura e democracia. 132 fls. Dissertação (Mestrado em História) – Pontifícia Universidade Católica de São Paulo. São Paulo, 2008.

QUEIROZ, Paulo Roberto Cimó. Mato Grosso/Mato Grosso do Sul: divisionismo e identidades (um breve ensaio). Diálogos, v. 10, n. 02, p. 149-184, 2006. Disponível em: . Acesso em: 05 mar. 2014.

RIOUX, Jean-Pierre. Entre história e jornalismo. In: CHAUVEAU, Agnes. Questões para a história do presente. Bauru, SP: Edusc, 1999.

SOTANA, Edvaldo Correa. A paz sob suspeita: representações jornalísticas sobre a manutenção da paz mundial, 1945-1953. Tese (Doutorado em História) – Faculdade de Ciências e Letras de Assis - Universidade Estadual Paulista. Assis, SP, 2010.

TASCHNER, Gisela. Folhas ao vento: análise de um conglomerado jornalístico. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1992.

WEINGARTNER, Alisolete Antônia dos Santos. Movimento divisionista no Mato Grosso do Sul. Porto Alegre: Edições Est, 1995.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


 

 Qualis B-4

    

Resultado de imagem para latinrev