• CHAMADA PARA NOVO NÚMERO

    2019-08-06
    O dossiê “A teoria da história e a história da historiografia ante os desafios contemporâneos: saber histórico, comprometimento ético e ativismos políticos”pretende reunir pesquisadores que queiram discutir a teoria da história e a história da historiografia como aspectos substanciais da produção do conhecimento histórico, objetivando contribuir para o fortalecimento dessa temática de pesquisa nos meios acadêmicos, de modo mais específico, e na sua relação com a sociedade e as demandas do tempo presente, de maneira geral.Dessa forma, ao oportunizarmos este espaço de reflexão sobre cultura histórica, usos públicos e políticos do passado, produção do conhecimento histórico e a historiografia, buscamos reunir pesquisadores e historiadores preocupados em identificar as continuidades e rupturas no processo de pensar a escrita da história no Brasil. Comportando discussões que abordem elementos constituidores deste debate como: identidade nacional e regional, multiplicidades étnico-raciais e de gênero, limites e aproximações éticas, estéticas, políticas e epistemológicas no processo de constituição das ciências humanas no Brasil. Bem como sobre os múltiplos sentidos atribuídos a pesquisa e a escrita da história, pensada como um processo contínuo de construção, reconstrução e recepção do conhecimento histórico com base em critérios epistemológicos, teóricos, metodológicos, éticos, políticos, estéticos e historiográficos na sua relação com as demandas sociais e políticas de um dado período e lugar.Organizadores do dossiê:Prof. Dr. Luiz Carlos Bento (UFMS/CPTL)Prof. Dr. Wagner Geminiano dos Santos (Redes municipais de ensino de São J. C. Grande e Água Preta – PE)Data limita para recebimento de contribuições: 31/03/2020.Previsão de publicação: junho/2020.A Revista recebe em fluxo contínuo artigos livres e textos para as seções de Ensaios de Graduação, Resenhas, Fontes e Traduções.www.trilhasdahistoria.ufms.br Saiba mais sobre CHAMADA PARA NOVO NÚMERO
  • ALTERAÇÕES NAS NORMAS DA REVISTA

    2018-08-02
    A equipe editorial da Revista Trilhas, visando aperfeiçoar o processo de submissão, avaliação e edição, fez alterações nas normas as quais devem ser obedecidas pelos/as autores/as que enviarem textos a partir do dia 3 de agosto de 2018 (os textos submetidos antes desta data serão avaliados pelos critérios anteriores).Entre as mudanças implementadas está a possibilidade de os/as autores/as acessarem a ficha de avaliação, antes só disponível aos pareceristas. Com isso, busca-se maior transparência quanto aos critérios e facilita aos/as autores/as fazerem uma autoavaliação do seu texto antes da submissão. Os critérios de avaliação também sofreram alterações, sendo a principal a diferenciação para cada modalidade de texto (artigo, ensaio de graduação, apresentação de fonte, resenha e tradução).Em “condições para submissão” os/as autores/as deverão conferir se o texto a ser submetido obedece às normas de edição da Revista, declarando eletronicamente que estão cientes dessa observância. Esta medida, já constante na versão anterior, mas que agora se amplia, visa diminuir a quantidade de textos recusados por não obedecer às normas (que são adaptadas da ABNT).Na apresentação da equipe editorial também fizemos mudanças, com a divisão entre “editor responsável” e “editores assistentes”. Essa medida tem por objetivo valorizar o trabalho coletivo que conta com a colaboração de graduandos em todo o processo de editoração, sem os quais a Revista não existiria.Visite o sítio da Trilhas da História.Os editores. Saiba mais sobre ALTERAÇÕES NAS NORMAS DA REVISTA